Brasão

Brasão de Campo Limpo Paulista

 

 

Brasão de Campo Limpo Paulista Este símbolo, com vários significados, foi oficializado, junto com a bandeira e o hino, por meio da Lei Municipal de nº 264, de 29 de março de 1971. O escudo utilizado para representar o brasão de armas de Campo Limpo Paulista foi do estilo introduzido em Portugal, por influência francesa, herdado pela heráldica brasileira junto aos colonizadores (A heráldica refere-se à ciência e à arte de descrever os brasões de armas ou escudos).

 

A coroa mural, símbolo universal dos brasões de domínio, é prateada e conta com seis torres, das quais quatro são visíveis no desenho, classificando a cidade como sede de município. A prata é o símbolo de paz, trabalho, amizade, prosperidade, pureza e religiosidade. As engrenagens, colocadas no centro do brasão, registram o parque industrial liderado pela Krupp. Os dois eucaliptos lembram as áreas verdes, sendo que a ponta verde que aparece entre as duas espécies registra a formação montanhosa do município, lembrando a Serra dos Cristais e a do Botujuru, além do Pico do Mursa, com toda sua altura, simbolizado pela elevação abaixo da engrenagem maior.

 

O verde é símbolo de civilidade, cortesia, alegria e abundância. A faixa prateada representa o rio Jundiaí. A locomotiva lembra o importante entroncamento ferroviário constituído da Estrada de Ferro Bragantina e da São Paulo Railway Company, atual CPTM, responsável pelo surgimento do povoado, que inicialmente foi constituído unicamente por ferroviários.

 

A cor vermelha simboliza sabedoria, moderação, austeridade e honestidade. Já as videiras representam a região jundiaiense, de onde a cidade de Campo Limpo Paulista foi desmembrada.

 

O brasão tem ainda o nome do município de Campo Limpo Paulista, ladeado pelos anos 1953 (data em que passou a distrito) e 1964 (data da emancipação política).